Donbass

O possível cenário de guerra em Donbass no leste da Ucrânia

A principio, os confrontos em Donbass no leste da Ucrânia, continuam ocorrendo com varias trocas de fogo de artilharia e com algumas mortes. Entretanto, espera-se uma ofensiva ainda maior por parte das forças militares ucranianas.

Mas caso de fato ocorra essa grande ofensiva militar, como seria o cenário operacional de combate?

O Conflitos e Guerras realizou algumas pesquisas e conseguiu essa resposta com base no que vem acontecendo, junto da opinião de um especialista militar.

Sabemos que nos confrontos anteriores entre as forças ucranianas e separatistas pró-russos, Kiev insistiu muito no uso da tática de blindados. Isso acabou por dar uma certa vantagem aos separatistas, que contavam com os sofisticados armamentos ATGM russos.

Mas ao que parece, as forças militares da Ucrânia, pretendem fazer uma guerra mais ao estilo de Nagorno-Karabakh e de Idlib.

Na guerra de Nagorno-Karabakh, onde recentemente, Armênios e Azerbaijanos se enfrentaram para garantir o controle da região, usou-se muito drones, principalmente por parte do Azerbaijão, que contou com os eficientes drones turcos, Bayraktar TB2 e os israelenses, Orbiter 1k.

Na ocasião, o Azerbaijão saiu-se vitorioso da guerra, conseguindo “reconquistar” muitos territórios que eles reivindicavam há anos.

Já na guerra da Síria, mais precisamente em Idlib, o governo de Bashar Al Assad junto da Rússia, conseguiu causar bastante danos aos rebeldes e separatistas que lutam na guerra civil síria, usando intensivos bombardeios aéreos.

Na ocasião, misseis projetados para bloquearem a emissão de radiação por parte dos antiaéreos, garantiram a grande eficácia dos bombardeios.

De olho nesse tipo de tática, a Ucrânia começou meses atrás, à adquirir Drones e misseis anti-radiação modelo Kh-58U para poder enfrentar os separatistas pro-russos em Luhansk e Donetsk. E é ai que entra o provável cenário operacional de guerra em Donbass

Cenário de Guerra em Donbass

Segundo o especialista militar, Oleksiy Valyuzhenich que deu uma entrevista ao site de noticias, Primavera russa, a ofensiva ucraniana ira desenrolar da seguinte forma.

As forças militares da Ucrânia, inicialmente realizarão ataques táticos com Drones visando destruir as defesas antiaéreas da DPR (Donetsk People’s Republic) e da LPR (Luhansk People’s Republic).

Esse ataque está bem evidenciado, por conta da aquisição de vários modelos de drones, incluindo os modelos turcos Bayraktar TB2, além da fabricação de modelos próprios. Esses drones serão remanejados em breve para próximo da linha de combate.

Após limitar a capacidade operacional da defesa área inimiga com os drones, o exército ucraniano lançará uma incursão terrestre contra os separatistas.

A incursão será a base de blindados, porem, dessa vez, não será igual aos combates passados. Os blindados terão um forte apoio aéreo de caças Su-24M que já foram transportados para próximo do conflito, mais precisamente para a base aérea de Myrhorod.

A comprovação de que essa incursão terrestre irá ocorrer, se dá pelas informações e vídeos nas quais registraram o remanejamento de tanques e blindados por parte do exército ucraniano para a linha de combate.

Para o especialista Valyuzhenich, essas movimentações não se tratam de um rodízio regular de tropas, nem de movimentos aleatórios, e sim o fortalecimento do agrupamento que já se encontra em Donbass.

Além disso, sistemas de defesas anti-aéreos ucranianos estão sendo deslocados para a região de conflito junto de alguns soldados, e isso custa bastante dinheiro para ser feito, então, não seria algo sem importância, destacou Valyuzhenich.

“Eles não serão empurrados para frente e para trás. São dezenas de tanques, artilharias e pessoal. Tudo é pensado e pesado”, resumiu o especialista.

Uma outra situação que corrobora com a possível ofensiva militar ucraniana contra os separatistas em Donbass, foi a fala do comandante-chefe das Forças Armadas da Ucrânia, Ruslan Khomchak, na qual disse em 22 de fevereiro de 2021, que o exército do país estava se preparando para operações de assalto em ambientes urbanos.

Segundo as mídias de língua ucraniana, a ofensiva está prevista para ocorrer no dia 15 de março, mas as mídias sérvias afirmam que essa ofensiva só ocorrerá no dia 25 de março.

Resta esperarmos para vermos o que acontecerá no decorrer desses dias.

Olá caros leitores!

Meu nome é Hericson, mais conhecido por vocês como CG_ADM.

Sou o fundador da rede de noticia militar, Conflitos e Guerras.

Espero poder está sempre ao lado de vocês provendo noticias de qualidade.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.