COVID19

Farmacêuticas sugerem ao Brasil criar fundo para bancar processos jurídicos contra vacinas da COVID19

Empresas farmacêuticas, sugeriram ao presidente brasileiro, Jair Bolsonaro criar um fundo para “bancar” os eventuais processos jurídicos contra as reações adversas causadas pelas vacinas do COVID19.

Além disso, as mesmas empresas deixaram claro em cláusulas contratuais assinadas com o governo brasileiro, que desconhecem todos os riscos gerados a longo prazo pelas vacinas.

Também foi acordado que as empresas farmacêuticas produtoras das vacinas, não serão responsáveis pelos efeitos colaterais nos vacinados.

Em outras palavras, as farmacêuticas não tem ideia se no futuro, depois de alguém tomar a vacina contra a COVID19, vá ter problemas de saúde e caso tenha, eles não terão nada a ver com isso.

A matéria foi publicada pela CNN e segundo eles, esse é o principal motivo do presidente brasileiro Jair Bolsonaro não decretar a obrigatoriedade da vacinação, além de defender que cada paciente, deve assinar um termo de responsabilidade sabendo sobre os riscos das vacinas contra o COVID19.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.