ASIAÍNDIA

Tensão entre Índia e China vem crescendo a cada hora

Após o violento confronto entre tropas chinesas e indianas no vale de Galwan, o exercito da Índia recebeu poderes de emergência.

Isso significa que as forças militares da Índia, mais precisamente o exercito, tem livre poderes para agir contra qualquer agressão da China.

Nas ultimas horas, foram reportados alguns voos de caças indianos na região, como forma de demostração de força para os chineses.

De acordo com algumas fontes, a Índia moveu caças e alguns blindados para a região de tensão. Também há relatos de que alguns navios de guerra entraram em alerta de combate.

Mídias indianas disseram que o numero de mortos do lado chines, pode passar dos 50. Eles estão tomando como base, o numero de pessoas sendo transportadas em macas.

O Comandante da Unidade chinesa envolvida no confronto, foi relatado como morto agora pouco pelas autoridades chinesas.

Indianos revoltados com a mortes dos seus soldados, fizeram um protesto queimando fotos do presidente da China, Xi Jinping.Xi Jinping

Vale ressaltar que a pressão popular, pode fazer com que a Índia tome medias mais enérgicas contra a China.

As forças armadas indiana, disseram que não há como estipula um numero exato de baixas nesse momento, mas eles acreditam que o numero seja maior que 40.

A mídia chinesa está noticiando que esse foi o pior confronto na fronteira com a índia nos últimos 50 anos.

Em uma informação de ultima hora, as conexões de internet estão sendo cortadas na região do confronto. Isso provavelmente é uma estrategia na qual a Índia costuma usar para movimentar os seus ativos militares sem serem divulgados na mídia.

CG ADM

Olá caros leitores! Meu nome é Hericson, mais conhecido por vocês como CG_ADM. Sou o fundador da rede de noticia militar, Conflitos e Guerras. Espero poder está sempre ao lado de vocês provendo noticias de qualidade.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Don`t copy text!
Fechar

Adblock detectado

Olá caro leitor Detectamos que você utiliza um bloqueador de propagandas. Se puder desabilitá-lo enquanto ler nossas noticias, ficaremos agradecidos