CONSPIRAÇÃO

Novo vírus com potencial de virar pandemia, é identificado na China

Um novo vírus com potencial de se tornar pandemia a nível global, foi identificada na China.

A cepa no caso, é da influenza (gripe) e foi descoberta recentemente na China. Essa gripe é transportada por porcos, porem, pode infectar os seres humanos caso sofra uma mutação.

Leia também: Moradores de Wuhan estimam mais de 40 mil mortos pelo coronavírus

Os cientistas disseram que esse vírus tem características de ser facilmente mutável e se adaptar para infectar os humanos, causando assim uma pandemia mundial.

Apesar do alerta, o vírus ainda não apresenta um perigo imediato, mas já está sendo monitorado.

O vírus que foi batizado de G4 E A H1N1 tem semelhanças com a gripe suína de 2009 que originou-se no México. Ele pode crescer e se multiplicar nas células que revestem as vias aéreas humanas.

Algumas pessoas que trabalhavam em matadouros de porcos na China, foram identificados com a fase inicial do vírus.

Segundo os cientistas, não há uma vacina contra esse vírus no momento, mas a usada em 2009, pode ser adaptada caso necessário.

Previsão?

Uma foto que está circulando pelas redes sociais, na qual foi a capa da então revista The Economist, mostra o que seria um alerta para uma nova catástrofe mundial.

Pandemia

Os internautas estão dizendo que a revista já anunciou essa nova cepa da influenza em um quadro de um porco que está pendurado na parede.

A revista realmente publicou essa capa no dia 27 de junho de 2020 e pode ser vista no site deles, The Economist.

Coincidência, Conspiração, ou eles estavam se referindo a gripe de 2009?

 

CG ADM

Olá caros leitores! Meu nome é Hericson, mais conhecido por vocês como CG_ADM. Sou o fundador da rede de noticia militar, Conflitos e Guerras. Espero poder está sempre ao lado de vocês provendo noticias de qualidade.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Don`t copy text!
Fechar

Adblock detectado

Olá caro leitor Detectamos que você utiliza um bloqueador de propagandas. Se puder desabilitá-lo enquanto ler nossas noticias, ficaremos agradecidos