Haftar determina a imediata deportação de 200 imigrantes africanos

Artilharia de Haftar.

O Marechal Khalifa Haftar, determinou a imediata deportação de mais de 200 imigrantes e refugiados africanos da Líbia de volta à seus países de origem.

Os imigrantes deportados são do Chade e do Sudão. Esses imigrantes estavam tentando ir para a Europa.

Leia também
Erdogan afirma que Macron se acha, mas que ninguém liga para ele

Haftar é um grande crítico da imigração africana para a Europa, com o marechal já tendo dito até mesmo que a Europa não é o lugar para africanos viverem.

Os imigrantes vindo da África e do Oriente Médio sempre tentam ir para as áreas sob controle de Trípoli, pois acreditam que assim terão mais chances de irem para a Europa.

Leia também
Forças sírias conquistam mais duas cidades em Idlib

O Marechal segue a posição de Moscou e dos EUA, e se considera um lutador contra a imigração ilegal, portanto, deporta e prende muitos imigrantes.

Essa não é a primeira vez que Haftar deporta centenas de imigrantes, com ao menos 1000 outros refugiados e imigrantes também tendo sido deportados.

A maioria dos deportados eram do Chade, do Sudão, da Nigéria, do Niger e do Mali.

Leia também
ONU afirma que a Força Aérea de Haftar está bombardeando campos de refugiados na Líbia

No entanto, vale ressaltar que as tropas do Marechal prenderam e deportaram centenas de sírios e turcos da Líbia apenas neste ano, pois Haftar os acusa de lutar por Trípoli, portanto, são vistos como “inimigos em potencial”.

ONU DENÚNCIA BOMBARDEIOS DE HAFTAR CONTRA CAMPOS DE REFUGIADOS.

A ONU já acusou por diversas vezes as tropas do Marechal de estarem realizando pesados ataques aéreos contra os campos de refugiados na Líbia.

Esses campos ficam nas áreas sob controle do Exército líbio de Trípoli, e seriam controlados por ONGs, portanto, não podem ser atacados de acordo com a Lei internacional.

Leia também
Tensão de guerra entre Irã e EUA está piorando a cada dia

Em um desses ataques, cerca de 40 refugiados africanos morreram em um bombardeio feito pela aviação de Haftar.

O Marechal nunca negou esses ataques, porém, culpou Trípoli e a ONU pelos bombardeios, pois as tropas da capital teriam feito bases nesses campos, portanto, Haftar alega que isso permite ataques contra os mesmos.

Leia também
A Marinha líbia de Haftar capturou hoje dois navios cargueiros que levavam produtos para Trípoli

HAFTAR AFIRMA QUE IMIGRANTES ESTÃO SENDO RECRUTADOS PELAS TROPAS DE TRÍPOLI.

O Marechal afirmou ter provas de que as forças da capital armam e recrutam imigrantes e refugiados africanos para lutarem contra as suas tropas.

Entretanto, ainda não as apresentou, Trípoli então acusou o Marechal de mentir, e portanto, devido à isso, pediu apoio da Comunidade internacional.

Haftar afirmou que seus militares e seus aliados já mataram centenas de chadianos, sudaneses e nigerianos que lutavam por Trípoli, portanto, isso provaria(de acordo com o Marechal) as suas alegações.

Leia também
Trípoli contrata mais mercenários africanos para enfrentar as tropas de Haftar

Putin, Salvini e Trump já denunciaram em inúmeras ocasiões esses recrutamentos de imigrantes por Trípoli, com Putin afirmando ainda que esses imigrantes recrutados recebem “passe livre” para tentarem ir para a Europa.

Salvini inclusive afirmou “Muitos de jovens que vem para a Europa receberam treinamento militar na Líbia, portanto, são ameaças à nossa segurança”

Mostrar mais

SKYFORCE

Olá eu sou o SKYFORCE e eu sou Administrador e editor da página e do site Conflitos e Guerras. Tenho como objetivo trazer notícias e informações diárias à todos vocês, sempre de forma séria e imparcial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar
Fechar

Bloqueador de Propaganda Detectado

Por favor desabilite o bloqueador de propaganda