Sistema Pantsir de Haftar derrubou um drone italiano e um turco

Drone turco abatido pelo Sistema Pantisir-S1 de Haftar.

As forças do Marechal Khalifa Haftar abateram ontem dois drones estrangeiros nos céus da Líbia, ambos foram abatidos por um Sistema Pantisir-S1 de origem russa, os drones eram um de origem turca e outro era pertencente à Força Aérea Italiana.

Haftar exigiu que esses países expliquem o que esses drones faziam sobrevoando os céus da Líbia, e afirmou que abaterá outras aeronaves que entrem o espaço aéreo líbio sem permissão.

Leia também: Trípoli contrata mais mercenários africanos para enfrentar as tropas de Haftar

O drone italiano era de última geração, e servia tanto para ataque quanto para espionagem, e estava equipado apenas para missões de espionagem e reconhecimento. Não carregando nenhuma arma.

Já o turco era um drone de ataque moderno, e estava bem carregado com mísseis, se acredita que esse drone era o último drone turco na Líbia, já que vários outros foram destruídos em ataques aéreos feitos pela aviação líbia de Haftar.

Leia também: Várias dezenas de cidadãos turcos foram presos hoje e seus comércios fechados na Líbia por ordens de Haftar

APOIO TURCO À TRÍPOLI.

Desde o início da guerra, a Turquia vem apoiando Trípoli com armas, suprimentos, veículos e drones, para ajudar as forças da capital a lutar contra o Exército do Marechal Haftar.

A Turquia enviou vários modelos de drones para auxiliar as tropas da capital, entre eles drones pequenos de observação, drones maiores de apoio, e até mesmo drones pesados de ataque, todos de fabricação turca.

Leia também: Turquia anuncia que terminou os preparativos para a invasão

Inicialmente, as tropas de Haftar respondiam com seus caças MIG-21 e MIG-23, derrubando os drones nos céus, e as vezes utilizando velhos Sistema AA S-200 e S-125, além de blindados Shilka.

Com o envio do Sistema Pantisir-S1, mandados pela Rússia, porém pagos pelos EAU, a situação ficou mais favorável ao Exército do Marechal, com esses drones passando à ser derrubados com muita frequência.

Leia também: Forças do Marechal Haftar receberam novos helicópteros MI-35

ITÁLIA NA GUERRA.

A Itália apoia há anos o governo de Trípoli, porém, mudou de posicionamento com a chegada do líder pró-Rússia e pró-Eurasianismo, Matteo Salvini ao poder na Itália.

No entanto, Salvini saiu do poder no país devido à questões políticas internas, e a Itpália então voltou a apoiar o governo de Trípoli, com logística e armas leves.

No entanto, essa é a primeira vez que um drone italiano é visto nos céus da Líbia em muitos anos, e ainda mais espionando as linhas militares do Marechal.

Mostrar mais

CG ADM

Olá caros leitores!Meu nome é Hericson, mais conhecidos por vocês como CG_ADM. Sou o criador da pagina no Facebook e do site, Conflitos e Guerras. Espero poder está sempre ao lado de vocês provendo noticias de qualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Don`t copy text!
Fechar
Fechar