Erdogan afirma que Macron se acha, mas que ninguém liga para ele

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, criticou nesta sexta-feira o líder da França, Emmanuel Macron, o acusando de se achar, mas que na verdade ninguém liga para ele.

As declarações do líder turco reforçam as tensões entre a Turquia e a Otan, da qual Ancara é membro.

Leia também: Erdogan afirma não ligar para a opinião estrangeira e mantem a invasão

Haverá uma cúpula da Aliança que ocorrerá em Londres na próxima semana.

Erdogan e Macron, assim como a chanceler alemã Ângela Merkel e o primeiro-ministro britânico Boris Johnson, também se reunirão à margem dessa cúpula para discutir o conflito na Síria.

Leia também:

Leia também
Colômbia prende e deporta 60 venezuelanos acusados de apoiar protestos

OPERAÇÃO CONTRA CURDOS.

No mês passado, a Turquia iniciou uma operação no nordeste da Síria contra a milícia curda das Unidades de Proteção do Povo (YPG), que Ancara considera “terroristas”.

No entanto, os países ocidentais criticaram a ofensiva e Macron declarou no início de novembro, que essa operação é unilateral, portanto, um sintoma de que a OTAN está em um “estado de morte cerebral”

Leia também: Fim da hegemonia ocidental diz Macron no G7

Essa crítica causou enorme desconforto na Turquia, cujos funcionários acusaram o governo francês de querer implementar um “Estado terrorista” no norte da Síria.

“Ninguém presta atenção em você. Você ainda é amador, comece a remediar isso”, lançou Erdogan, à Macron. “Quando se trata de se gabar, sabe como fazê-lo muito bem. Mas quando se trata de dar à OTAN o dinheiro que deve, isso é outra coisa”.

Leia também: Macron responde a piada de Bolsonaro sobre sua mulher

“É tão inexperiente! Não sabe o que é a luta antiterrorista, portanto, devido à isso que os coletes amarelos invadiram a França”, acrescentou.

Na quinta-feira, Macron criticou a ofensiva que a Turquia lançou no mês passado na Síria contra uma milícia curda apoiada por países ocidentais.

FRANÇA CHAMA EMBAIXADOR TURCO PARA EXPLICAÇÕES.

O embaixador da Turquia na França vai ser chamado ao Ministério dos Negócios Estrangeiros para explicar as declarações do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, que afirmou que Emmanuel Macron está “em estado de morte cerebral”.

“Sejamos claros, não é uma declaração, é um insulto, portanto, exigimos retratação”, declarou a presidência francesa citada pela France Press. “O embaixador vai ser convocado ao Ministério para se explicar”, acrescentou.

Leia também:

Leia também
Forças Houthis afirmam ter abatido um caça F-15 da Coalizão Saudita

Após a convocação do embaixador, o governo turco ameaçou retaliar, portanto, é improvável que haja uma retratação por parte de Erdogan.

Mostrar mais

SKYFORCE

Olá eu sou o SKYFORCE e eu sou Administrador e editor da página e do site Conflitos e Guerras. Tenho como objetivo trazer notícias e informações diárias à todos vocês, sempre de forma séria e imparcial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar
Fechar

Bloqueador de Propaganda Detectado

Por favor desabilite o bloqueador de propaganda