França: Ataque com faca em Paris deixa 3 policiais mortos

Ainda não se sabe se trata-se de um ataque terrorista.

Um funcionário do setor administrativo das forças de segurança francesas, armado com uma faca, matou quatro agentes nesta quinta-feira, na sede da polícia de Paris, na França. Uma pessoa também ficou ferida. O agressor, de 45 anos, foi morto por policiais.

“Lamentamos a morte de quatro pessoas, três homens e uma mulher. Três funcionários policiais e um agente administrativo”, declarou à imprensa o procurador de Paris, Remi Heitz.

De acordo com testemunhas, o agressor trabalhava no serviço de informática da Direção de Inteligência da sede da polícia há cerca de 20 anos e tinha uma deficiência.

Leia também: Mourão posta indireta a França em seu twitter

Loïc Travers, funcionário do sindicato Aliança Polícia Nacional, afirmou à emissora BFMTV que o homem iniciou o ataque “em seu escritório e partiu para continuar sua agressão em outros lugares da sede”. O agressor foi morto no hall de entrada da sede. No momento do ataque, que aconteceu às 13h (8h em Brasília) a sede da polícia estava em plena atividade.

Embora as motivações deste episódio ainda sejam desconhecidas, os investigadores privilegiam a pista de um conflito pessoal. “Era um funcionário, a priori, modelo, que não dava problemas”, afirmou Travers.

Leia também: França não precisa da aprovação do EUA para agir no Irã

Christophe Crépin, que é porta-voz do coletivo France Police- Policiers en Colère, afirmou que ele tinha problemas com sua chefe.

A Procuradoria informou que a esposa do agressor foi detida para prestar depoimento.

Leia também: França exige que Rússia implemente de forma total o acordo de Minsk sobre a Ucrânia

TESTEMUNHA RELATA DISPARO DE ARMA DE FOGO.

O intérprete Emery Siamandi, que estava dentro da sede da polícia na hora do ataque, contou que ouviu um tiro.

Alguns instantes depois, eu vi policiais que choravam. Eles estavam em pânico”, declarou à AFP.

Leia também: França alerta o Hezbollah para não se envolver na guerra entre EUA e Irã

Um forte aparato de segurança foi montado na Île de la Cité, onde fica a sede da polícia, no coração de Paris. O imóvel fica perto da catedral de Notre-Dame.

Um helicóptero foi acionado para socorrer as vítimas. A estação de metrô Cité, na linha 4, foi fechada por medida de segurança.

MACRON LAMENTA O ATAQUE.

O presidente francês, Emmanuel Macron, foi ao local do incidente, assim como o ministro do Interior Christophe Castaner, e o primeiro-ministro Edouard Philippe.

A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, se manifestou no Twitter após o ataque. “O balanço é pesado, vários policiais perderam a vida. Em meu nome e no dos parisienses, meus pensamentos vão paras famílias das vítimas e seus entes queridos”.

Leia também: Movimentação de aviões militares da França na Índia

O ataque ocorre no dia seguinte ao protesto de milhares de policiais em Paris, uma mobilização sem precedentes em quase 20 anos, em meio à preocupação da instituição com o aumento do número de suicídios e com a reforma previdenciária.

Segundo organizações sindicais, 26 mil pessoas participaram dessa mobilização. A França conta com 150 mil policiais.

FONTE: G1.

Mostrar mais

SKYFORCE

Olá eu sou o SKYFORCE e eu sou Administrador e editor da página e do site Conflitos e Guerras. Tenho como objetivo trazer notícias e informações diárias à todos vocês, sempre de forma séria e imparcial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Don`t copy text!
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios