Tendência

Venezuela em alerta devido a possível guerra com a Colômbia

O presidente da Venezuela, Nícolas Maduro, ordenou para que o seu exercito entre em alerta máximo de combate devido a uma provável agressão da Colômbia.

Segundo Maduro, o seu país pode vir a ser atacada pela Colômbia a mando dos EUA e por conta disso, seu exercito deve está preparado.

Maduro diz ter informações de que o governo colombiano está infiltrando agentes dentro do seu pais e provocando ataques contra eles mesmo em nome das FARC e da ELN para pode justificar uma ação militar contra a Venezuela.

leia também: John Bolton afirma que está na hora de uma ação internacional contra a Venezuela

Como forma de preparação para uma provável guerra entre os dois países, Maduro agendou exercícios militares na fronteira com a Colômbia na qual ocorrerão entre os dias 10 a 29 de setembro.

Militares venezuelanos acreditam que o governo colombiano esteja incentivando grupos paramilitares a atacarem a Venezuela.

A senadora colombiana Maria Fernanda, disse que a Caracas representa uma ameaça real a Colombia pelo fato de apoiar grupos terroristas contra Bogotá e q unica solução de resolver isso, é com uma intervenção militar unilateral. ou seja, uma guerra entre os dois países.

A imprensa colombiana já vem relacionando alguns casos de ações militares de guerrilhas ilegais na região, com o apoio de Maduro.

A Rússia condenou a abertura de um escritório diplomático dos EUA na Colômbia que tem como objetivo, tratar os assuntos relacionados a Venezuela.

Segundo o governo russo, isso não passa de uma manobra para desestabilizar ainda mais o governo de Maduro.

Segue o vídeo com a pronuncia de Maduro.

Via
Conflitos e Guerras
Mostrar mais

CG_ADM

Olá caros leitores! Eu sou o Conflitos e Guerras ADM, Co-fundador da Pagina no facebook Conflitos e Guerras. É sempre uma honra publicar noticias para todos vocês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Don`t copy text!

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios