Pentágono pede para Trump evitar uma guerra com o Irã

Os militares americanos temem um verdadeiro desastre na região.

Exército americano. Pentágono.

O Pentágono recomendou na segunda-feira, 16, ao presidente americano, Donald Trump, dar uma resposta cautelosa aos ataques recentes a instalações petrolíferas na Arábia Saudita.

Fontes do Departamento de Defesa alertaram para o custo elevado, tanto financeiro quanto em vidas americanas de um conflito com o Irã, a quem a Casa Branca culpou pelo ataque a um dos mais importantes aliados americanos no Oriente Médio.

Leia também: Tensões no Golfo: China e Rússia declaram apoio ao Irã

O secretário de Defesa Mark Esper se reuniu com o presidente e seus principais assessores de segurança nacional na Casa Branca dois dias depois dos ataques com drones reivindicados pelos rebeldes iemenitas Houthi, que são apoiados por Teerã.

Em privado, o Pentágono pressiona por cautela e tenta acalmar um cenário tenso que pode levar os Estados Unidos a um conflito sangrento com o Irã

Nesse momento em que o Departamento de Defesa tenta debelar conflitos no Oriente Médio e equiparar sua competição militar com a China.

Leia também: Irã apreende mais um petroleiro no Golfo Pérsico

O principal argumento do Pentágono contra uma retaliação ao Irã é o de que nenhum ativo americano foi alvo dos ataques do fim de semana. Além disso, a Casa Branca, também de acordo com o Departamento de Defesa, precisaria de um escopo legal para agir militarmente contra Teerã.

Pentágono alerta para risco de conflito com Irã

A Trump, os oficiais do Pentágono disseram que um conflito com o Irã colocaria em risco 70 mil militares americanos que servem no Oriente Médio, do Egito ao Paquistão.

O ceticismo do Departamento de Defesa com as políticas de Trump para o Irã não é novo. O Pentágono teve ressalvas à decisão do presidente de abandonar o acordo nuclear e retomar as sanções contra o país.

A declaração dos militares americanos é parecida com a posição do presidente Trump, que é declaradamente anti-guerra.

FONTE: JORNAL ESTADO DE SÃO PAULO.

Mostrar mais

SKYFORCE

Olá eu sou o SKYFORCE e eu sou Administrador e editor da página e do site Conflitos e Guerras. Tenho como objetivo trazer notícias e informações diárias à todos vocês, sempre de forma séria e imparcial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Don`t copy text!
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios