Incêndios: Congo e Angola estão em estado critico

Incêndios: Mais de um milhão de milhas quadradas de floresta na Bacia do Congo estão agora em chamas em uma área conhecida como “o segundo pulmão verde” da Terra.

Nas surpreendentes imagens da Nasa, o fogo parece queimar o centro do continente, do Gabão a Angola.

Incêndios
Imagens atualizadas cedidas pela NASA nas ultimas 24 horas

Na cúpula do G7, o presidente Emmanuel Macron twittou sobre as chamas da África revelando que líderes mundiais estavam examinando uma iniciativa semelhante à proposta de combater as chamas do Brasil.

Apesar da fala de Macron, até o momento, nada foi proposto para combater os incêndios nos dois países africanos.

Durante um período de dois dias na semana passada, Angola teve cerca de três vezes mais incêndios do que o Brasil, de acordo com dados da Weather Source.

As estatísticas revelaram que havia 6.902 incêndios em Angola e 3.395 incêndios na vizinha República Democrática do Congo, em comparação com cerca de 2.200 incêndios registrados no Brasil.

Assim como a Amazônia, as florestas africanas absorvem CO2 e são santuários de centenas de espécies ameaçadas de extinção.

Leia também: Incêndios florestais: Rússia declara estado de emergência

Sob pressão de ambientalistas, os líderes do G7 prometeram nesta semana tomar medidas contra o incêndio da Amazônia, mas até agora os incêndios africanos atraíram muito menos atenção.

Os líderes internacionais concordaram em fornecer apoio logístico e financeiro para ajudar a combater os incêndios devastadores na maior floresta tropical do mundo .

Macron revelou que os países do G7 estavam preparados para libertar os 18 milhões de libras durante um encontro marcado por Donald Trump.

No entanto, o presidente do Brasil rejeitou o dinheiro e disse que o plano de Macron de uma “aliança” para “salvar” a Amazônia tratou o Brasil “como se fôssemos uma colônia ou uma terra de ninguém”.

A Bacia do Congo cobre uma área de 3,3 milhões de quilômetros quadrados em vários países, incluindo cerca de um terço na República Democrática do Congo e o restante no Gabão, Congo, Camarões e África Central.

No entanto, a maioria dos incêndios mostrados nos mapas da NASA da África estão fora das áreas de florestas tropicais sensíveis, dizem os analistas, e as comparações com a Amazônia não são simples.

“A questão agora é até que ponto podemos comparar

O fogo é uma coisa bastante comum na África. Faz parte de um ciclo, as pessoas na estação seca incendiaram a floresta e não a floresta densa e úmida. disse Philippe Verbelen, um ativista florestal do Greenpeace que trabalha na Bacia do Congo .

O governo de Angola também pediu cautela, dizendo que quaisquer comparações com a Amazônia podem levar a “desinformação”.

Os incêndios foram bastante habituais no final da estação seca, o ministério angolano do ambiente acrescentou

“Acontece nesta época do ano, em muitas partes do nosso país, e os incêndios são causados ​​por fazendeiros com a terra em fase de preparação, devido à proximidade da estação chuvosa”, afirmou.

Apesar do pedido de cautela na comparação com os incêndios na Amazônia, Congo e Angola seguem com um numero absurdo de areas florestais pegando fogo.

Fonte
The Sun
Mostrar mais

CG_ADM

Olá caros leitores! Eu sou o Conflitos e Guerras ADM, Co-fundador da Pagina no facebook Conflitos e Guerras. É sempre uma honra publicar noticias para todos vocês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Don`t copy text!

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios