Combates entre forças pró-sauditas e pró-EAU deixaram 70 mortos no Iêmen

Desde quinta-feira, os confrontos entre combatentes separatistas pró-Emirados Árabes Unidos(EAU) e soldados do governo iemenita pró-Saudita deixaram cerca de 40 mortos e 260 feridos, entre eles muitos civis, na cidade de Áden, ao sul do Iêmen, anunciou o Escritório de Assuntos Humanitários da ONU neste domingo.

“É doloroso constatar que, durante o Aid al-Adha, as famílias choram a morte de seus familiares, em vez de celebrar (esta festa) em paz e harmonia”, declarou a coordenadora humanitária das Nações Unidas no Iêmen, Lise Grande, em um comunicado.

Leia também: Houthis destroem a usina de dessalinização saudita que abastecia o sudoeste do Reino

A ONG Médicos sem Fronteiras, que administra um hospital de Áden, relatou o ingresso de 119 feridos em apenas 24 horas, a maioria dos feridos eram de militares pró-sauditas.

“As organizações humanitárias continuam no terreno e continuam funcionando”, acrescentou o diretor do hospital.

Os combates começaram na quarta-feira da última semana, quando uma série de confrontos dentro das forças apoiadas pela coalizão sunita contra os rebeldes houthis, mas especificamente, entre os separatistas do sul(Pró-EAU) e as unidades do governo pró-saudita passaram a atacaram um ao outro. Os embates terminaram no sábado, com a tomada de controle do Palácio presidencial de Áden pelos separatistas.

Os números de mortos deve seguir aumentando com o passar das horas e dos dias.

Tal combate demostra uma fragilidade na aliança da coalizão sunita, que já teve vários de seus soldados mortos nesses combates. As forças Houthis aproveitaram essa situação e conquistaram várias localidades próximas ao litoral do Iêmen.

FONTE: AGÊNCIA REUTERS.

Olá caros leitores!

Meu nome é Hericson, mais conhecido por vocês como CG_ADM.

Sou o fundador da rede de noticia militar, Conflitos e Guerras.

Espero poder está sempre ao lado de vocês provendo noticias de qualidade.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.