Reino Unido enviará submarino nuclear para o Golfo Pérsico em tensão com o Irã

Reino Unido pode enviar navio nuclear para o Irã em meio a crescente tensão entre os dois países.

Segundo fontes, a marinha britânica pretende enviar o seu submarino da classe Astute movido a propulsão nuclear ao Golfo Pérsico para desempenhar um papel meramente defensivo.

O submarino britânico teria como objetivo, usar o seu sofisticado sistema de coleta de informações eletrônicas para garantir melhores estrategias na defesa dos seus navios e de outros países.

Esse provável envio vem depois do Irã aumentar a sua provocação ao publicar um vídeo na qual mostra um helicóptero da Guarda Revolucionária Iraniana desembarcado soldados no petroleiro apreendido.

Leia também: Reino Unido afirma que a captura de seus navios pelo Irã é um ato hostil, mas rejeita uma ação militar

O vídeo seria um tipo de resposta a um outro vídeo, onde fuzileiros navais britânicos também desceram de um helicóptero e abordaram o dono do petroleiro iraniano que foi apreendido.

O petroleiro iraniano em questão, foi apreendido pelo Reino Unido por suspeitas de está carregando petróleo “ilegal” para a Síria, contrariando as sanções impostas a Teerã.

Segundo o Ministro das Relações Exteriores Britânico, Jeremy Hunt, os navios britânicos devem e serão protegidos.

Jeremy Hunt disse também que ligou para o Ministro da Relações Exteriores do Irã e expressou sua tremenda decepção com a apreensão do petroleiro Stena Impero. Para ele, o governo iraniano está indo para o lado oposto do bom convívio.

Submarino Nuclear

O submarino que pesa cerca de 7.400 tonelada, é um modelo novo a disposição da marina britânica e tem a capacidade de monitorar a movimentação de navios e realizar escuta de vozes a uma distancia de 321 quilômetros.

Seu salão de guerra eletrônica, tem a capacidade de interceptar e registrar conversas de navios inimigos.

Citado pelo site de noticias inglês, Express, fontes afirmaram que o submarino irá realizar uma missão de espionagem e registrar todas a comunicações do porto iraniano de Bandar Abbas, local esse onde está o petroleiro britânico apreendido.

Uma fonte sênio da Marinha Real disse:

“Estamos enviando um navio e pode muito bem já estar se dirigindo para a região. Seu papel é uma postura secreta de inteligência, simplesmente reunindo informações para apoiar os comboios de escolta planejados dos petroleiros.”

“A classe Astute comanda uma capacidade significativa de guerra eletrônica e, na verdade, não precisa estar apostada no Golfo para ser eficaz.”

O Reino Unido segue aumentando a sua presença marítima no Golfo Pérsico.

Segundo informações, a fragata HMS Kent da classe Type 23 Duke, zarpará de Portsmouth já no inicio de setembro para se juntar a outros navios de guerra na região.

Outro navio que também foi enviado para o Golfo Pérsico, foi o RFA Wave Knight que se juntou ao HMS Montrose e a um esquadrão de navios especializados em limpeza de minas marítimas que também partiram ao Golfo.

Quatro navios projetados para detectar minas marítimas que já estão no Golfo, receberão novas missões de escolta a petroleiros.

O Centro e Inteligencia inglês, conseguiu interceptar conversas da Guarda Iraniana, onde foi possível detectar ordens dos comandantes para que mais artilharias pesadas fossem implantadas no porto onde está o Stena Impero.

A ordem é que as artilharias fiquem no alcance do petroleiro. Há também ordens da IRGC para que um novo centro de detenção de navios seja construido.

A marinha Real disse que o Irã tem cerca de 2 mil barcos de ataque rápido, porem, não são eles o grande problema, e sim os seus submarino pequenos que poderiam representar uma grande ameaça aos navios de guerra britânicos.

“O submarino pequeno da classe Yono, é uma ameaça em particular. Muitas vezes à espreita logo abaixo da superfície no meio do sistema de separação de tráfego [um sistema de rota de gerenciamento de tráfego marítimo] eles estão armados com um par de torpedos pesados”, disse o comandante Sharpe.

“Isso matará uma fragata e possivelmente até uma transportadora. Há sempre um casal no mar e eles são difíceis de rastrear e ainda mais difíceis de derrotar.”

Os submarino na qual o comandante Sharpe se referiu, é uma classe de submarino da Coreia do Norte bastante pequenos utilizado em operações domesticas.

Eles foram construídos com o objetivo de não serem rastreados e atingidos.

A Coreia do Norte realizou varias vendas desses submarino ao Irã.

Fonte: Express

 

Mostrar mais

CG_ADM

Olá caros leitores! Eu sou o Conflitos e Guerras ADM, Co-fundador da Pagina no facebook Conflitos e Guerras. É sempre uma honra publicar noticias para todos vocês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Don`t copy text!

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios