O presidente da China em visita a Rússia afirmou que irá fortalecer a aliança entre os dois países

/

O presidente da China, Xi Jinping, inicia esta quarta-feira uma visita de três dias à Rússia. Os dois países querem mostrar à comunidade internacional, e em particular aos EUA, que estão cada vez mais próximos. Espera-se que da viajem saiam acordos bilaterais entre os dois países, em áreas como a diplomacia, a economia e a defesa.

Mas é o turismo que está em plena expansão. São cada vez mais os turistas chineses que visitam a Rússia. Desde a anexação da Crimeia, há cinco anos, que o rublo tem caído em valor, devido à pressão internacional do Ocidente. Situação que tornou o país mais atrativo e acessível para as famílias chinesas.

Leia também: Rússia, China e EUA se unem em defesa do Marechal Haftar no Conselho de Segurança da ONU

A intensificação da guerra comercial entre Washington e Pequim aproximou os dois países que procuram superar os desafios que têm pela frente, no caso da Rússia devido às sanções impostas desde a anexação da Crimeia.

O governo da China vem há tempos afirmando que Moscou e Pequim estão cada vez mais alinhados e que os dois países são grandes aliados em todas as esferas. A China inclusive tem apoiado a Rússia em todos os conflitos mundo à fora, desde a Síria, passando pela Líbia até a Venezuela.

Os dois países são as principais capitais do eixo eurasianista.

Olá caros leitores!

Meu nome é Hericson, mais conhecido por vocês como CG_ADM.

Sou o fundador da rede de noticia militar, Conflitos e Guerras.

Espero poder está sempre ao lado de vocês provendo noticias de qualidade.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.