O governo saudita estaria abafando a notícia de que forças Houthis teriam matado 100 militares dentro do reino

O governo saudita estaria abafando a informação de que ao menos 100 militares do país teriam sido mortos em uma operação dos rebeldes Houthis dentro da Arábia Saudita. Os militares houthis teriam ainda conquistado 20 posições militares e destruído vários tanques pesados das forças sauditas.

Essa operação teria acontecido no último dia 05 de Junho desse ano,. Fontes Houthis, fontes independentes e algumas fontes estrangeiras também confirmaram esse duro golpe contra as forças sauditas, que já sofreram inúmeras perdas consideradas catastróficas e até humilhantes para os houthis, entre as perdas estão tanques M1A2-Abrams(Os melhores tanques da OTAN), caças F-16, F-15 e Eurofighter, e ainda perderam navios de última geração.

Leia também: Forças Houthis destruíram dezenas de alvos das forças da coalizão saudita e do governo de Aden

A única coisa confirmada pelos militares sauditas foi que um ataque dos Houthis na fronteira deixou alguns de seus militares mortos além de 2 APC’s destruídos.

Mas imagens liberadas pelos houthis e por jornalistas independentes confirmam a informação dos Houthis, de que as baixas sauditas foram muito maiores do que as confirmadas até agora pelo Reino. Nas imagens, pode se ver vários tanques Abrams, Bradley’s, Leopard’s e M-60 destruídos, e alguns inteiros, tendo sido abandonados pelos militares do Reino. Esses abandonados foram incendiados e destruídos pelos Houthis.

Os Houthis afirmam que sofreram 7 baixas nessa luta.

O Reino Saudita tem o costume de negar informações de baixas muito elevadas, o que incentivou os houthis à filmarem todas as suas operações em campo. Por exemplo. No início do de 2018, os houthis confirmaram que abateram um F-15 da Força Aérea Real saudita, mas o reino negou, mas acabou admitindo a perda do caça quando os houthis liberaram um vídeo do caça sendo atingido e caindo logo em seguida.

Agora fica a dúvida. Será que os houthis causaram tantas baixas assim na Arábia Saudita, ou estão exagerando?

Quem está falando a verdade?

Isso é difícil de dizer, então e vocês? Acreditam na versão saudita ou na versão Houthi?

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.