Mohamed Morsi morreu após desmaiar no tribunal onde falava sobre seu apoio a Irmandade Muçulmana

/
1 min de leitura

De acordo com o anúncio, Morsi desmaiou após uma sessão de um tribunal e morreu em seguida. Seu corpo foi levado a um hospital.

Segundo fontes da agência AFP, o ex-presidente, que estava preso desde julho de 2013, depôs perante o tribunal antes de desmaiar. Ele chegou a ser levado para um hospital, onde acabou morrendo.

“Ele falou diante do juiz por 20 minutos, então, se agitou e desmaiou. Ele foi rapidamente levado para o hospital onde morreu”, disse a fonte da AFP.

Leia também: Haftar se reuniu hoje no Cairo com o presidente Al-Sisi que reafirmou a aliança entre os dois países

Morsi foi o primeiro presidente democraticamente eleito no Egito, mas teve um curto mandato entre 2012 e 2013, até ser derrubado pelo Exército.

O ex-presidente estava preso desde o golpe sofrido no verão de 2013. Desde então, foi julgado em vários casos, incluindo um de espionagem em favor da Turquia, Catar e grupos militantes, como o Hamas, em Gaza.

Leia também: Milicias kadafistas leais ao Marechal Haftar, conquistaram hoje a cidade de Ghat ao sul de Trípoli

Ele também foi acusado de fomentar atos de terrorismo em todo o Oriente Médio.

O Egito atualmente é comandado pelo presidente e general Abdel Fattah al-Sisi, que comanda uma perseguição feroz contra grupos islamitas.

Olá caros leitores!

Meu nome é Hericson, mais conhecido por vocês como CG_ADM.

Sou o fundador da rede de noticia militar, Conflitos e Guerras.

Espero poder está sempre ao lado de vocês provendo noticias de qualidade.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.