Rússia rejeita venda do sofisticado sistema S-400 ao governo do Irã

3 min de leitura

O governo da Rússia rejeitou o pedido do Irã na qual previa a compra dos sofisticados sistemas de defesa antimísseis S-400.

Embora seja uma transação bastante valiosa, duas fontes a qual tem contato com altos funcionários do governo, disseram que os russos acreditam em um crescimento ainda maior nas tensões no Oriente Médio caso a venda seja aceita.

Segundo essas fontes, na qual preferiram ficar no anonimato, o pedido foi negado pelo próprio presidente russo Vladimir Putin em um acordo a qual foi solicitado quando o Chanceler iraniano Mohammad Javad Zarif visitou a Rússia no dia 07 de maio.

Leia também: Irã diz que Rússia não os protegem e exige proteção a Síria

Zarif Teria então solicitado a compra, porem foi negado por Putin. O Irã vem contando com o apoio russo para poder contornar a pressão norte americana.

Ao ser questionado pela veracidade das informações repassada pelos os dois informantes, o Ministério de Relações Exteriores da Rússia, não quis comentar o caso e as autoridades iranianas também não emitiram nenhuma nota sobre o assunto.

A intenção russa de rejeitar esse pedido de compra iraniana, vem em meio a crescente tensão entre EUA e Irã, a qual o governo russo pode ser acusada diretamente não só pelos americanos, mas também por Arabia Saudita e Israel, de está ajudando Teerã a desequilibrar o poderio militar na região.

Para Ruslan. Pukhov, chefe do Centro de Análise de Estratégias e Tecnologias em Moscou, Putin quer não só evitar uma corrida armamentista no Oriente Médio, como também garantir seus interesses nacionais na região e isso depende muito dos árabes e dos israelenses.

“Qualquer fortalecimento real ou imaginário do Irã pode levar a uma escalada, se a Rússia realmente recusar esse pedido, isso significaria que a Moscou quer continuar trabalhando nas relações com a Arábia Saudita, Israel e manter uma chance de negociações com Trump, mas caso a Rússia decida fornecer ao Irã o sistema S-400, será um desafio direto para a Arábia Saudita e Israel, então será contra os interesses nacionais da Rússia.”

A venda dos sistemas S-400 a Turquia, já gerou uma enorme confusão diplomática entre membros da OTAN que são completamente contra essa venda.

Até a venda dos sistemas S-300 a Síria provocou fortes criticas de Israel, então imagina se os S-400 que tem um alcance por volta de 400 quilômetros alem de um ótimo sistema de interceptação de aeronaves e misseis caírem nas mãos do governo iraniano?

Olá caros leitores!

Meu nome é Hericson, mais conhecido por vocês como CG_ADM.

Sou o fundador da rede de noticia militar, Conflitos e Guerras.

Espero poder está sempre ao lado de vocês provendo noticias de qualidade.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.