Passa de 290 o número de mortos em ataques contra Igrejas cristãs e hotéis no Sri Lanka

1 min de leitura

O balanço divulgado pela polícia nesta segunda-feira indica que um total de 290 pessoas morreram e 500 ficaram feridos nos ataques terroristas feitos por extremistas islâmicos.

O governo decretou estado de emergência a partir da meia-noite (15:30 de Brasília).  O Exército Nacional ganhou poder de polícia no país.

O porta-voz do governo, Rajitha Senaratne, afirmou que, 14 dias antes dos ataques, relatórios do serviço de inteligência indicavam que eles ocorreriam. Porém, ele ressaltou que o primeiro-ministro, Ranil Wickremesinghe, e seu gabinete não estavam a par dessas informações.

“Não estamos tentando fugir da responsabilidade, mas esses são os fatos. Ficamos surpresos ao ver esses relatórios”, declarou, segundo o jornal britânico “The Guardian”.

Nenhum grupo reivindicou a autoria dos ataques, mas o governo atribui as ações ao à organização radical islâmica National Thowheeth Jama’ath (NTJ). As autoridades acreditam que os ataques tenham sido realizados com a ajuda estrangeira. Por isso, vai pedir ajuda externa para rastrear ligações internacionais.

O governo do Sri Lanka ainda decretou um dia de luto nacional nesta terça-feira. O país não registrava um cenário de tamanha violência desde o fim da guerra civil há 10 anos.

Olá caros leitores!

Meu nome é Hericson, mais conhecido por vocês como CG_ADM.

Sou o fundador da rede de noticia militar, Conflitos e Guerras.

Espero poder está sempre ao lado de vocês provendo noticias de qualidade.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.