Nicolás Maduro, pede ajuda ao Senado do Brasil para reabrir fronteira

//

O presidente da Venezuela pediu ajuda ao presidente do Senado Federal do Brasil e do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre do partido (DEM-AP)

O pedido foi feito através de uma carta onde Maduro pede ao parlamentar, apoio para que as relações entre Brasil e Venezuela voltem ao normal.

Na carta, é solicitado também que a fronteira entre que a normalidade na fronteira entre os dois países, seja restabelecida.

A fronteira venezuelana-brasileira no Estado de Roraima foi fechada depois que o governo brasileiro autorizou o envio de ajuda humanitária a Venezuela.

A carta foi entregue ao próprio Alcolumbre na quarta feira (18) por intermédio do senador Telmário Motta do partido (PROS).

Telmário já havia se encontrado com Nicolás Maduro na segunda feira (15) em Caracas para conversas sobre a relação entre os dois países. Ele também preside a subcomissão tempora´ria da Venezuela na comissão de Relações Exteriores do Senado.

Fechamento da Fronteira

A fronteira entre os dois países está fechada há 56 dias, e de acordo com moradores de Pacaraima, essa situação está atrapalhando  a economia do local, já que muitos venezuelanos atravessavam a fronteira para se abastecer de comida e combustível.

No lado Venezuelano, há também uma revolta de moradores locais que afiram que o fechamento da fronteira só prejudica a região. Há um interesse mutuo dos ciadões locais para a reabertura da fronteira.

Na carta a Alcolumbre, com tradução juramentada, Maduro inicia dizendo que a Venezuela é ameaçada “permanentemente pelo governo dos Estados Unidos com uma intervenção militar, ao mesmo tempo em que impõe à nossa economia um severo, arbitrário e injusto bloqueio, com o objetivo de forçar uma mudança de governo pela força”.

Carta

Maduro lamentou as medidas do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro

“É lamentavelmente… O presidente Brasileiro tem rompido com a tradição de relações de harmonia, fraternidade e respeito mútuo ao adotar uma política inamistosa com a Venezuela e seu governo constitucional, violando sistematicamente o sagrado princípio de não interferência em assuntos internos dos Estados”.

“O presidente da Venezuela pede que o Senado brasileiro seja porta-voz dos interesses de seu governo para “restabelecer uma relação bilateral amistosa e respeitosa entre nossas nações”.

Maduro continuou dizendo, que a iniciativa brasileira de enviar uma subcomissão para analisar a situação da Venezuela, é muito positiva.

“Por tal motivo, peço apoio de vossa excelência para estabelecer uma mesa de trabalho binacional, com participação do Senado do Brasil, para concretar as regras de convivência e respeito que nos permitam proceder a reabrir a fronteira, como gesto compartilhado de boa vontade”, disse Maduro

Maduro termina a carta dizendo que deseja retornar o caminho das relações bilaterais e conta tanto com o Senado quanto as demais instituições brasileiras.

“Tenho a certeza de que lograremos neutralizar as ambições de guerra e as ânsias de confrontação, para juntos retomar o caminho da harmonia e o desenvolvimento compartilhado de nossos povos irmãos”, concluiu Maduro.

Olá caros leitores!

Meu nome é Hericson, mais conhecido por vocês como CG_ADM.

Sou o fundador da rede de noticia militar, Conflitos e Guerras.

Espero poder está sempre ao lado de vocês provendo noticias de qualidade.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.