Bielorrússia emite aviso que Moscou pode perder o seu único aliado no Ocidente

18 de janeiro 2019 – 1050:16 

O líder da Bielorrússia advertiu severamente a Rússia dizendo que Moscou poderia perder seu aliado se não oferecer uma compensação pelos altos preços do petróleo proposto na manobra fiscal russa.

A declaração do presidente Alexander Lukashenko ocorre em meio a uma amarga disputa energética que tem prejudicado os laços estreitos entre os dois vizinhos e aliados.
O líder bielorrusso, que governa a ex-república soviética de 10 milhões de habitantes com mão de ferro por quase um quarto de século, conta com empréstimos e energia barata da Rússia. 
A Bielorrússia exporta alguns produtos de petróleo produzidos com o petróleo russo a um preço bastante barato, e a decisão de Moscou em elevar o preço do fornecimento de petróleo bruto para a Bielorrússia vai custar cerca de $ 11 bilhões em receita perdida nos próximos seis anos, de acordo com estimativas oficiais.
Lukashenko realizou várias reuniões com o presidente russo, Vladimir Putin, no ano passado com o intuito de conseguir compensações, mas não conseguiram resolver a disputa.

“Se a liderança russa optar por esse rumo e pela perda de seu único aliado no Ocidente, seria a escolha deles”, disse Lukashenko a seus funcionários. 

Ele ordenou que eles encontrassem fontes de receita alternativas ao dos russos. 

“Não devemos considerar isso uma catástrofe.”

A Rússia e a Bielorrússia assinaram um acordo sindical que prevê estreitos laços econômicos, políticos e militares o chamado “Estado de União”, porem… alguns bielorrussos temem que Moscou possa usar o acordo como pretexto para anexar o seu vizinho, preocupações essas alimentadas pela anexação da península da Crimeia, na Ucrânia, em 2014.
Lukashenko rejeitou na quinta-feira (17) a ideia de que a Rússia e a Bielorrússia possam se fundir como uma “conversa boba”.
“Ninguém pode forçar a nossa fusão e nós concordamos com o presidente da Rússia que a questão da unificação não está na agenda.”
Apesar das palavras de Lukashenko muitos analistas externo e interno, tanto da Rússia quanto da Bielorrússia acreditam que essa unificação é só questão de tempo.

Leia também
Rússia volta atrás e afirma que está disposta à fornecer as baterias S-400 ao Irã caso o país solicite
Mostrar mais

CG ADM

Olá caros leitores!Meu nome é Hericson, mas conhecidos por voce como CG_ADM. Sou o criador da pagina no Facebook e do Site Conflitos e Guerras. Espero poder está sempre ao lado de vocês provendo noticias de qualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar
Fechar

Bloqueador de Propaganda Detectado

Por favor desabilite o bloqueador de propaganda