EUA e 11 empresas farmacêuticas, fecham parceria para acelerar pesquisas contra o câncer

/
12 de outubro de 2017 – 14:15:02
Apesar do assunto não está relacionado a conflitos e nem guerras, o Conflitos e Guerras gostaria de repassar esse grande esforço no combate a essa doença maldita que já levou muitas tristezas a varias famílias.
A Administração Trump lançou seu apoio por uma parceria público-privada com 11 empresas farmacêuticas para promover uma nova classe de drogas que usa o sistema imunológico do corpo para combater o câncer.
A colaboração de cinco anos faz parte do Cancer Moonshot, um programa iniciado durante o governo Obama e liderado pelo ex-vice-presidente Joe Biden, cujo filho Beau morreu de câncer cerebral.
A Parceria para Acelerar Terapias do Câncer ou PACT dedicará US $ 215 milhões para identificar e testar assinaturas químicas no organismo, o que ajudará a prever quais pacientes se beneficiarão da imunoterapia com câncer.
Os parceiros da indústria farmacêutica incluem AbbVie, Roche Holding AG e Bristol-Myers Squibb, cuja droga Opdivo trabalha ao alistar as defesas do corpo para lutar contra tumores.
A Merck & Co Inc, cujo Keytruda lidera o campo em rápida expansão das imunoterapias, não está envolvida.
Em uma conferência de imprensa de quinta-feira, anunciando a colaboração, Reed Cordish, que dirige o Escritório de Inovação Americana, uma iniciativa liderada pelo genro do presidente Donald Trump, Jared Kushner, disse que o programa representa o “tipo de colaboração e parceria entre o setor privado e o governo que esta administração está tentando promover em vários setores “.
Eric Hargan, secretário interino do Departamento de Saúde e Serviços Humanos, disse aos jornalistas: “Sob o presidente Trump, continuaremos a fazer investimentos significativos em curas contra o câncer. O avanço da grande medicina e ciência americana é uma prioridade máxima para esta administração “.
Os planos para a parceria começaram há dois anos sob a liderança do Dr. Francis Collins, diretor dos Institutos Nacionais de Saúde. Collins disse que o grupo trabalhará para explicar por que as imunoterapias do câncer, que transformaram o tratamento para melanoma, leucemia e outros cânceres, não funcionam para mais pacientes.

“Ao padronizar e validar biomarcadores para imunoterapia enquanto desenvolvendo e explorando novos biomarcadores, esperamos avançar rapidamente em direção a um novo futuro de oncologia de precisão que beneficie todos os pacientes”, disse Collins no briefing.

Pfizer Inc, Johnson & Johnson, Amgen Inc, Celgene Corp, Gilead Sciences Inc e GlaxoSmithKline Plc são parte do esforço, disse o NIH.
Os 11 parceiros contribuiriam até US $ 55 milhões, enquanto o NIH adicionaria cerca de US $ 160 milhões, com base na disponibilidade de fundos.
A parceria será gerida pela Fundação para os Institutos Nacionais de Saúde.
Fonte: Yahoo News

Olá caros leitores!

Meu nome é Hericson, mais conhecido por vocês como CG_ADM.

Sou o fundador da rede de noticia militar, Conflitos e Guerras.

Espero poder está sempre ao lado de vocês provendo noticias de qualidade.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.