Rússia implanta mísseis anti-navio em ilhas disputadas com o Japão

23 de novembro de 2016 – 11:38:25 

Jornal da frota marítima da Rússia no Pacífico, Boyevaya Vakhta informou que a Rússia implantou os sistemas de mísseis anti-navios Bastion e Bal nas ilhas de Kunashir e Iturup, ambas reivindicadas pelo Japão.
`


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

De acordo com o relatório, o sistema de mísseis Bastion, foi instalado em Iturup enquanto o sistema Bal foi para Kunashir.

O Ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu disse em março que o seu país iria implantar os sistemas de mísseis nas ilhas antes do final do ano.
A disputa sobre as quatro ilhas russas conhecidas como Ilhas Curilas, impediu a assinatura de um tratado de paz entre os dois países, após a Segunda Guerra Mundial.
A ação russa vem depois do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe dizer na segunda-feira (21) em Buenos Aires que a assinatura do tratado vai exigir uma “relação de confiança” entre ele e o presidente Vladimir Putin.

Um dia antes, Putin jogou um balde de água fria nas esperanças japonesas de concluir rapidamente o tratado de paz elaborado depois da Segunda Guerra Mundial, onde Putin disse que tal acordo “não é um caminho fácil”, reiterando que as ilhas contestadas e capturadas do Japão pela então antiga União Soviética no final da Segunda Guerra Mundial, em 1945, caem sob soberania russa.

As ilhas – Iturup, Kunashir e Shikotan, bem como o grupo de ilhotas Habomai foram invadidas pela União Soviética após a rendição do Japão em agosto de 1945.
As ilhas são chamadas de Territórios do Norte no Japão e de Curilas do Sul na Rússia.
O Tratado de São Francisco foi assinado entre as forças aliadas e o Japão e teve a assinatura oficial de 49 nações em 8 de Setembro de 1951 em São Francisco, Califórnia. 
O tratado ficou popularmente conhecido como Tratado de São Francisco e entrou em vigor em 28 de Abril de 1952.
O tratado estabelece que o Japão deveria desistir de todas as reivindicações para as ilhas Curilas, mas o acordo não reconhece a soberania da União Soviética sobre as ilhas Curilas.
A URSS não assinou o tratado. Além disso, o Japão atualmente afirma que pelo menos algumas das ilhas em disputa não são uma parte das Ilhas Curilas, e portanto, não estão cobertas pelo tratado.
A Rússia sustenta que a soberania da União Soviética sobre as ilhas foi reconhecida nos acordos seguintes ao fim da Segunda Guerra Mundial, no entanto, o Japão contesta essa afirmação.
Tensão Rússia vs Japão.
O relatório diz também, que a implantação dos sistemas de mísseis nas ilhas disputadas, parece ter vindo em conjunto com um movimento similar no enclave de Kaliningrado, que faz fronteira com os membros da OTAN, Polónia e Lituânia,
Em um outro lugar não muito distante, helicópteros russos anti-ssubmarino Kamov Ka-27 voaram perto das Ilhas Senkaku no Mar da China Oriental na terça-feira (22), o que levou o Japão a acionar seus caças de defesa Aérea e enviá-los para a região.
O Secretário de Defesa do Japão disse que o helicóptero chegou a cerca de 10 quilômetros de espaço aéreo japonês sobre as ilhas Kuba e Taisho, que fazem parte do Senkakus. Navios da marinha russa, incluindo um destróier, também foram vistos em águas próximas.
O Japão já enfrenta uma forte crise diplomática com a China referente a disputa das Senkaku que foram reivindicadas pelo governo Chinês.
Fonte: Japan times

[post_ad]

Olá caros leitores!

Meu nome é Hericson, mais conhecido por vocês como CG_ADM.

Sou o fundador da rede de noticia militar, Conflitos e Guerras.

Espero poder está sempre ao lado de vocês provendo noticias de qualidade.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.