Irã adverte contra intervenção Saudita na Síria.

14 de fevereiro de 2016 

Um comandante iraniano advertiu a Arábia Saudita no domingo contra o envio de tropas para a Síria, depois do reino do Golfo ter implantado aviões de combate na Turquia, Relatou a imprensa estatal Iraniana.

“Nós definitivamente não vamos deixar a situação na Síria ir de maneira como os países rebeldes querem… Nós vamos tomar as medidas necessárias em tempo útil”, informou o vice chefe de gabinete, o Brigadeiro General Masoud Jazayeri a rede de televisão Al-Aalam.

Jazayeri estava respondendo a uma pergunta sobre se o Irã planeja enviar mais assessores militares para a Síria caso tropas sauditas sejam implantados lá, arriscando um confronto direto entre os rivais regionais, Irã e Arábia Saudita.
Riyadh disse no sábado, ter implantado aviões de guerra na base aérea de Incirlik na Turquia, a fim de “intensificar” as suas operações contra o grupo Estado Islâmico no Síria.
Enquanto isso, a Turquia atingiu posições curdas e sírios no norte da Síria, o que complica ainda mais os esforços para acabar com a guerra, que já matou mais de 260.000 pessoas desde que começou em 2011.
O regime iraniano apoia o presidente Bashar al-Assad, e enviou “conselheiros militares” e voluntários para lutar ao lado do exército sírio.

“Os terroristas que lutam na Síria hoje, são forças da Arábia Saudita ou os norte-americanos ou até mesmo, forças reacionárias na região”, disse Jazayeri.

A rede de TV perguntou:
Quais os países, com exceção da Turquia, que os terroristas comutam para a Síria? E quais os países que, se não os países árabes reacionários, estão a apoiá-los?

“Hoje, com as vitórias do exército sírio e das forças populares, eles querem enviar tropas para a Síria, mas é um blefe e uma guerra psicológica”, acrescentou Jazayeri.
“A Arábia Saudita tem usado tudo à sua disposição na frente síria e até agora eles não conseguiram nada não só na Síria, mas também no Iêmen.”

A situação na Síria se tornou mais preocupante depois da Rússia dizer que uma invasão terrestre poderia desencadear um conflito mundial.
Fonte: Times of Israel

Mostrar mais

CG ADM

Sou o fundador da pagina Conflitos em Guerras, a qual foi criada em 2014. Sou uma pessoa que trabalha como todo brasileiro e não recebo ajuda nem do governo e nem de empresas mandar a pagina e o site. Não sou formado em jornalismo, faço esse trabalho por gostar muito de deixar as pessoas informadas sobre esse seguimento na qual não tem muita cobertura das grandes mídias. Caso queria entrar em conta, envie um e-mail para o endereço [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Don`t copy text!
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios