Erdogan insinua possibilidade de intervenção militar turca na Síria

2 min de leitura

07 de fevereiro de 2016 – 17:02:22

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, insinuou a possibilidade de uma intervenção militar de seu país na Síria para evitar a criação de um Estado curdo no norte desse país, informa neste domingo a imprensa turca.



Segundo Erdogan, a Turquia não cometerá de novo o “erro” de 2003 quando desistiu de invadir Iraque junto com os Estados Unidos.
Estas declarações, feitas pelo presidente islamita a um grupo de jornalistas turcos durante o voo de volta de uma viagem sul-americana, ocorrem após recentes acusações russas de que a Turquia está preparando uma operação militar na Síria.
“Não queremos repetir na Síria o erro cometido no Iraque. Eu era a favor da moção (parlamentar) de 1 de março (de 2003). Se aceitássemos e a Turquia tivesse estado no Iraque, a situação não seria como agora”, garantiu o presidente turco, citado hoje pelos jornais “Milliyet” e “Hurriyet”.
Perante estas afirmações, os comentaristas turcos asseguram hoje que Erdogan parece estar disposto a prevenir a criação de um “de facto” Estado curdo no norte da Síria com todos os meios, incluindo os militares.
Perguntado se a Turquia está em condições de responder a eventos inesperados na Síria, o presidente turco manifestou que “destas coisas não se fala”.
“O que é preciso fazer será feito quando chegar o momento. Agora estamos prontos para todas as opções com todas nossas forças de segurança”, concluiu Erdogan.
Ancara considera as milícias curdas PYD e YPG, que combatem no norte da Síria contra o grupo jihadista Daesh (Estado Islâmico) tão terroristas como o PKK, teu grande inimigo há 30 anos.
Erdogan e o governo turco acusam os Estados Unidos de se aproximar demais do PYD e YPG em sua luta contra Daesh.
Fonte: Terra

Olá caros leitores!

Meu nome é Hericson, mais conhecido por vocês como CG_ADM.

Sou o fundador da rede de noticia militar, Conflitos e Guerras.

Espero poder está sempre ao lado de vocês provendo noticias de qualidade.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.