Japão insta Coreia do Norte a abandonar provocações

O Japão instou hoje a Coreia do Norte a parar com os “atos de provocação”, num momento de crescente tensão na península coreana, depois de, na quinta-feira, Pyongyang e Seul terem trocado fogo na fronteira

O Japão está “muito preocupado” com as tensões geradas pelo incidente, informou hoje o ministro porta-voz do Executivo, Yoshihide Suga, durante uma conferência de imprensa, citada pela agência Kyodo.


Coordenando-se com Seul e Washington, Tóquio garante estar a tomar “medidas necessárias” como a compilação e análise de informação relevante, acrescentou Suga.

A Coreia do Sul disparou quinta-feira dezenas de obuses contra a Coreia do Norte, em resposta a um possível ataque com um míssil por parte de Pyongyang.

Os dois países atravessam novamente um novo momento de tensão, depois de, no início do mês, dois soldados sul-coreanos terem ficado gravemente feridos na explosão de minas colocadas na zona sul da fronteira coreana.

Após uma investigação, Seul concluiu que as minas foram colocadas por militares norte-coreanos, infiltrados em território sul-coreano, mas Pyongyang negou qualquer implicação no caso.

Na segunda-feira, 50 mil soldados sul-coreanos e três mil norte-americanos iniciaram manobras militares de larga escala, que simulam um ataque da Coreia do Norte.

Pyongyang classificou o exercício, que vai decorrer até 28 de agosto, como uma “declaração de guerra”

Na quinta-feira à noite, o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-Un, ordenou às suas tropas na fronteira para estarem em estado de alerta, uma decisão tomada durante uma reunião de emergência da Comissão Central Militar.

Norte e Sul continuam tecnicamente em guerra, uma vez que a Guerra da Coreia terminou com a assinatura de um armistício que nunca foi substituído por um tratado de paz entre os dois vizinhos.

Leia também
Pentágono confirma explosão em sua base militar no Japão

Mostrar mais

CG ADM

Olá caros leitores!Meu nome é Hericson, mas conhecidos por voce como CG_ADM. Sou o criador da pagina no Facebook e do Site Conflitos e Guerras. Espero poder está sempre ao lado de vocês provendo noticias de qualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Artigos relacionados

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios